Pé na areia, caipirinha, água de coco e a cervejinha. Essa é, muitas vezes, a percepção que muitos profissionais têm sobre o home office (essencialmente aqueles que não vivem a rotina). Mas a grande verdade é que o tão falado atualmente home office compreende o uso de muitas, muitas soft skills.

Imagine que você é o CEO de uma empresa, e que está diante de dois cenários. Qual deles você escolheria?

E aí, qual dos dois cenários você preferiria? Caso tenha escolhido o segundo, saiba que você se enquadra na nova gerações de líderes que dão preferência para as habilidades sociais. Achou interessante? Então confira abaixo um pouco mais de como está o cenário do home office pelo país.

Cenário atual do Home Office no Brasil

Segundo a pesquisa Covid-19 Consumer Study, realizada pelo IBM (Institute for Business Value) em oito países (Alemanha, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos, Índia, México, e Reino Unido), 52% dos brasileiros desejam continuar trabalhando exclusivamente em casa ou com idas ocasionais ao local de trabalho. Já 25% manifestaram que querem voltar ao escritório, contudo ainda desejam poder trabalhar de casa ocasionalmente. Apenas 10% querem voltar a trabalhar todos os dias no escritório.

Somado a isso, uma pesquisa realizada pela Pulses, startup de clima organizacional, engajamento e performance, relatou que 78% dos brasileiros participantes da pesquisa se sentem mais produtivos trabalhando remotamente.

Números como esses são provas de que o home office ficou por muito tempo tímido entre as organizações, mas, agora, ele é o protagonista da vez. Entretanto, apesar dos benefícios, o trabalho em casa também exige alguns comportamentos que jamais devem ser colocados na gaveta. Tais comportamentos são chamados de softs skills, ou habilidades comportamentais. O termo vem sendo alvo de inúmeras pesquisas e abordagens em diversas áreas de atuação.

O que são as soft skills?

Ter vários cursos, certificados e idiomas no currículo, foi por muito tempo um dos maiores diferenciais de profissionais das mais diversas áreas. São as chamadas hard skills, ou habilidades técnicas e práticas. Hoje o cenário já não é o mesmo. Não que estejamos dizendo que você não deva buscar e aperfeiçoar conteúdos técnicos e científicos, o ponto é que hoje, isso não anda sozinho. As chamadas soft skills chegaram para “abrilhantar” os profissionais e consistem basicamente nas habilidades comportamentais relacionadas a maneira como uma pessoa lida com o outro e consigo mesma, ou seja, como funciona a interação dela em grupos e, ao mesmo tempo, como ela lida com suas próprias emoções.

Observe os exemplos abaixo: 

Direito

Vendedores

Assim sendo, as soft skills são “vividas” de maneira subjetiva para cada indivíduo, o que não muda é a premissa básica do comportamento. Separamos alguns exemplos de áreas profissionais contendo tanto as hard skills, quanto as soft.

25 soft skills para os jobs e para a vida

Com a intensificação do home office, as relações interpessoais do ambiente de trabalho também passaram a ser virtuais. São horas afrente de um computador, reuniões por vídeo durante o dia e uma demanda de trabalho que agora passa a dividir espaço com as tarefas do dia a dia.

Engana-se quem pensa que as soft skills começaram a se destacar apenas em 2021. Em 2017, um relatório expedido pela Capgemini demonstrou que 60% das organizações sofrem com a falta do domínio das habilidades comportamentais em seus colaboradores. Entre as principais deficiências estão:

Dominá-las pode parecer uma tarefa quase que impossível, principalmente quando não se sabe como fazer isso. Mas calma, nós vamos te ajudar. Muitas, se não todas as soft skills dessa lista não são “individuais”, mas, sim, complementares. 

3 maneiras de praticar as soft skills

Autoconhecimento

Assim como qualquer elemento subjetivo, ou seja, individual e único, o primeiro passo para o entendimento e prática das soft skills é a reflexão individual. Tal comportamento promove o autoconhecimento e ninguém lhe conhece mais do que você mesmo.

Prática

Outra maneira individualizada de desenvolver as soft skills é, literalmente, se submetendo a elas. Quer saber trabalhar melhor em equipe? Procure se inserir em ocasiões em que isso é necessário. Deseja expandir sua criatividade? Coloque-se diante de desafios dos mais variados quesitos. 

Mentorias

Ademais a essas alternativas, ainda há a opção da realização de mentorias com profissionais que dominam tais soft skills. Tal exercício possibilita a realização de uma verdadeira imersão no cenário para o qual deseja se qualificar.

Como treinar a comunicação?

Durante a vida somos expostos a inúmeros estímulos e cenários, que podem, ou não, facilitar o desenvolvimento de toda a comunicação e oratória. Seja de maneira verbal ou não verbal, estamos sempre nos comunicando e consequentemente aprendendo.

E é claro que a maior escola de oratória da América Latina não deixaria de ajudar você nisso. Então, se você deseja desenvolver seu potencial comunicacional, bora praticar. Aqui na Vox2you, mensalmente produzimos super artigos sobre tais temas, por exemplo, dicas para perder o medo de falar em público e técnicas de oratória para melhorar a dicção.

Além disso, disponibilizamos gratuitamente todas as aulas da Semana do Orador, maior evento online de oratória do Brasil. Reveja as dicas do nosso time de facilitadores para:

Por último, mas não menos importante: produzimos um guia gratuito completíssimo e totalmente gratuito para você mergulhar no universo da comunicação. Nele você encontrará teorias descomplicadas e 10 exercícios práticos.

Tem coisas que robô nenhum resolve. E isso pode ser percebido diretamente nas organizações que, já não têm tanto interesse interino nas hard skills, uma vez que elas podem ser obtidas por meio de treinamento. O novo foco das empresas são profissionais que compreendam as soft skills

 

Gostou desse conteúdo? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber nossos conteúdos em primeira mão!

 Newsletter Vox2you


Deixe um comentário