Segundo sondagem realizada em 2018 pelo Grupo Daryus 43% das empresas participantes não possuíam nenhum plano de gerenciamento de crises, fato esse que ganhou evidência com o isolamento e distanciamento social ocasionados pelo novo coronavírus. 

Dados do levantamento evidenciaram que apenas 12% das empresas tinham determinado plano de gerenciamento de crises, mas não o haviam testado até o presente momento.

São momentos como esse que evidenciam a importância de investir em treinamentos de excelência para uma boa gestão de crises. Entenda por onde começar!

O que é e como funciona o gerenciamento de crises?

De potencialização da comunicação interna empresarial, até a construção de uma boa trajetória no empreendedorismo. Esse é o processo de gerenciamento de crises. Seu objetivo é reduzir e excluir os impactos causados por determinado momento de desequilíbrio, para que assim, a empresa tenha o mínimo de prejuízo possível.

Para liderar e motivar pessoas, é preciso estar emocionalmente bem. Segundo Goleman (2002), o todo bom/líder possui o poder máximo de controlar as emoções de todos, ou seja, se ele está entusiasmado, o desempenho da equipe pode disparar. Caso ele esteja ansioso, as chances são de que todos sigam o mesmo caminho.

Autoconhecimento, autocontrole, motivação, otimismo e um treinamento constante de soft skills são características fundamentais em toda e qualquer gestão de crise.

4 motivos para investir em um bom gerenciamento de crises

Motivar e engajar a equipe 

Organizações são compostas por pessoas, e pessoas merecem ser engajadas e motivadas. Além de facilitar o processo de gestão de crises, o engajamento da equipe pode ser potencializado com o investimento nas técnicas de endomarketing. De quebra, sua implantação ainda dá um up nos resultados da empresa.

Aprender a dar feedbacks negativos (Feedback Sanduíche)

Uma das maiores qualidades dos indivíduos, principalmente para líderes e gestores, é saber dar feedbacks que são capazes de motivar e melhorar a equipe. Assim como o sanduíche, o feedback também deve ter 3 “camadas”, sendo elas:

Bora conferir um exemplo prático de como fazer isso.

? Pão: Olha Aline, você faz um trabalho muito bom, sempre atende todo mundo com muita atenção.

Recheio errado: Mas Aline, você não organiza as coisas e isso deixa seu trabalho lento.

Recheio correto: Mas eu percebi que você poderia melhorar a forma como organiza as informações, pois isso tornaria seu trabalho mais rápido.

? Pão: Sei que você encontrará uma forma de também dar atenção na hora de organizar as coisas, se precisar de ajuda pode contar comigo!

Conduzir as reuniões com clareza 

Independentemente do tamanho da sua empresa, ela sempre contará com reuniões e alinhamentos. Estas são quase que a engrenagem de todas as empresas. Por esse motivo, é fundamental saber que, as pessoas recebem e processam informações de formas diferentes, e que você, como gestor, precisa estar preparado.

Seja online ou presencial, o alinhamento com a equipe deve acontecer diariamente. A primeira dica é: mantenha sua rotina normal. Fique atento à articulação do maxilar, pois tal atitude facilitará o processo de sonorização das palavras, principalmente com a utilização das máscaras. 

Juntamente a tais técnicas, todo líder/gestor deve investir em estudos sobre a oratória e retórica, afinal, são inúmeras as técnicas da área que podem torná-lo (a) um profissional muito mais convincente e persuasivo.

Aumentar sua credibilidade como gestor

As habilidades essenciais para o líder do novo agora vão muito além do que só liderar. Isso porque, a integração entre liderança, confiança e credibilidade, faz com que os demais colaboradores se motivem e se esforcem cada vez mais rumo aos objetivos. 

Entender os pilares da oratória garante que em momentos de crise, sua equipe não entre em colapso, mas sim, se motive a cooperar para a mais rápida recuperação

Dinâmicas para engajar a equipe

#1 Dinâmica do balão

Visando exercitar o trabalho em equipe, a dinâmica do balão tem como primeiro passo a separação de duas equipes, de preferência, por cores diferentes. Cada participante da dinâmica receberá 2 balões e uma corda para amarrá-los na cintura.

Após essa parte, cada um deles deverá estourar, com as mãos, o maior número de balões da equipe adversária, ao mesmo tempo que defende os seus. A equipe que estourar primeiro todos os balões adversários ganha.

#2 Dinâmica ilha do tesouro

Assim como exercício anterior, a dinâmica do tesouro busca integrar todos os colaboradores, de maneira com que percebam a importância do trabalho em equipe, principalmente em se tratando de um processo de gestão de crises. Para a realização desse desafio você precisará de uma caixinha de chocolates e algumas folhas de jornal. Após isso, é necessário que os colaboradores se dividam em duplas.

Pegue uma folha de jornal, abra e coloque-a numa das extremidades da sala, com a caixinha de bombons por cima da página. Na outra ponta, faça o mesmo com o resto do jornal e coloque uma folha para cada dupla. O objetivo é chegar ao outro lado da ilha e conquistar o tesouro: os chocolates.

Cada par deve ficar em cima da sua folha de jornal, de modo a usá-la como ferramenta para chegar até o objetivo final. Contudo, o papel não pode ser rasgado e os pés não podem ser colocados no chão.

Só é possível chegar ao outro lado da ilha, se as duplas se mantiverem unidas para vencer o desafio. É importante salientar que, uma vez que apenas um da dupla pise no chão, automaticamente ambos estarão eliminados.

Como potencializar o engajamento e produtividade da sua equipe?

Essa e muitas outras técnicas são desenvolvidas nos cursos da Vox2you, inclusive no In company, curso personalizado para empresas. Independente da modalidade, todos os cursos oferecem uma metodologia prática, mediada por facilitadores de alto know-how.

Para saber mais sobre a Vox2you é só clicar AQUI e para entrar em contato com a unidade mais próxima de você é só clicar AQUI.

Gostou desse conteúdo? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber os conteúdos em primeira mão.

Newsletter Vox2you


Deixe um comentário