Atender ou realizar um telefonema é uma atividade corriqueira e de praxe para muitos. O que pouco se sabe é que tal tarefa é um pesadelo para muitas pessoas e tem um nome muito característico: telefonofobia.

Em linhas gerais, a telefonofobia consiste no “medo de falar ao telefone” e em toda angústia gerada por isso. Pulso acelerado, hiperventilação, náuseas, boca seca e até mesmo ataques de pânico, são alguns dos sintomas vividos por quem é acometido pela telefonofobia, que sente na pele os prejuízos tanto na saúde quanto no desenvolvimento pessoal e profissional. 

É para que tais consequências não sejam vividas que, Luis Fernando Câmara separou algumas dicas rápidas de oratória. 

Buscar por dicas e estratégias que irão auxiliar no seu desenvolvimento pessoal e profissional é um excelente caminho. Entender mais sobre a telefonofobia e como eliminá-la de vez é o que espera por você neste conteúdo. Bora conferir!

O que é a telefonofobia?

Palco para inúmeras transformações tecnológicas, o século XXI é também cenário para mais uma mudança na configuração da comunicação humana. A chegada dos smartphones com acesso à internet são precursores de uma tendência cada vez mais observada: a solidificação da comunicação em mensagens de texto, voz e emojis. O que antes era conversado e resolvido por ligações telefônicas e encontros presenciais, hoje é comunicado da forma mais breve e simplificada possível.

Assim como o medo de falar em público, a telefonofobia também se enquadra como uma fobia, ou seja, medo ou aversão exagerado de algo ou alguém. Ao ser acometido por uma fobia, o indivíduo vivencia uma doença psicológica com a sensação patológica de angústia infinita. 

Qual a origem da telefonofobia?

Por se tratar de uma fobia, o medo de falar ao telefone pode ser originado por vários motivos. Entretanto, situações comuns, como, ligações ou brincadeiras traumáticas na infância e uso excessivo e traumático do telefone por motivos de trabalho, podem ser fortes gatilhos de desenvolvimento.

Por outro lado, em algumas pessoas, a telefonofobia pode se desenvolver após o recebimento de notícias negativas, como, morte, acidente ou doença de um ente querido. Nesses casos, geralmente ocorre o medo irracional de que qualquer ligação se trate de assuntos negativos ou tragédias.

Sintomas

Assim como qualquer outra patologia, a telefonofobia também abarca sintomas primários, que podem ser divididos em três categorias, sendo: físico, verbal e emocional.

Sintomas Físicos

Sintomas Verbais

Sintomas Emocionais

Como tratar?

O primeiro passo para tratar e extinguir uma fobia é reconhecê-la. Identificar e entender verdadeiramente o problema é a melhor maneira de encontrar soluções. É só a partir do autoconhecimento que podem ser buscadas técnicas auxiliares e profissionais especializados. 

Praticar a técnica da Ancoragem pode ser um ótimo ponto de partida. Ela é uma vertente estudada tanto na psicologia, quanto na Programação Neurolinguística e é uma ótima aliada no controle da ansiedade e do nervosismo.

Além da técnica da Ancoragem como intermediária para controle de tais fatores, também existe a prática direta com o telefone. Para realizá-la, você pode seguir um passo a passo básico:

Curso de oratória: mais um aliado contra a telefonofobia

Eliminar de vez o medo de falar ao telefone, bem como perder o medo de falar em público, são habilidades adquiridas de uma única forma: praticando. 

Desde o nascimento somos condicionados a nos comunicarmos. Do primeiro choro às oportunidades da vida adulta, sempre existirá um elemento infinito: a comunicação. E estar pronto para as mais diversas situações é o que fará a diferença.

É por esse motivo que aqui na Vox são exploradas as mais diversas situações do dia a dia. Eliminar a telefonofobia é apenas uma das inúmeras mudanças da Vox na sua vida, afinal: 

Conseguir sentir o que é oratória aqui na Vox é uma experiência presencial única. Para saber mais sobre como você pode vivê-la é só clicar AQUI, e para entrar em contato com a unidade mais próxima de você AQUI.

Gostou desse conteúdo? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber nossos conteúdos em primeira mão.

Newsletter Vox2you


Deixe um comentário