Encantar, persuadir pessoas, realizar discursos bem estruturados e utilizar a linguagem corporal com excelência. Essas são apenas algumas das habilidades que devem ser dominadas por ocupantes de cargos políticos. Assim como qualquer outro aspecto, a oratória para políticos pode e deve ser treinada. Para ilustrar isso, separamos o discurso de encerramento de mandato de Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos.

Admirado por inúmeros motivos, Obama foi extremamente elogiado após seu discurso em Chicago na data de 10 de janeiro de 2017. A utilização de técnicas de oratória, como, pausas e Rapport, foi um dos principais motivos para que o ex-presidente fosse reconhecido como um verdadeiro “discípulo” da oratória de alta performance

Treino, treino e mais treino. Esse foi o motivo para que Obama tivesse tal desempenho e também será a razão para o seu destaque. Separamos 7 dicas de oratória para políticos que jamais podem ser esquecidas.

Utilize as pausas 

Durante um processo comunicacional os principais objetivos consistem na transmissão de ideias e convencimento do público.  

Para conquistar esse objetivo a utilização de técnicas, como o uso de pausas, é fundamental. Durante seu discurso de encerramento, Barack Obama fez um uso excepcional dessa estratégia. Unindo emoção e fatos, o ex-presidente captou a atenção do seu público do início ao fim, de modo a ser perceptível os olhos da plateia vidrados naquilo que estava sendo dito.

Entretanto, apesar de extremamente eficaz, a estratégia também é frequentemente confundida com aspectos negativos, como, nervosismo, falta de preparo, insegurança ou um simples vazio ineficaz. Por esse motivo, é fundamental que antes de mais nada você treine muito bem essa técnica, evitando a pronúncia de vícios de linguagem e melhorando seus resultados.

Falar sem parar diante de uma audiência não é sinônimo de um bom discurso, isso é a fórmula para tornar seu discurso confuso, tedioso, monótono e nada persuasivo.

É a partir dessa premissa básica que você realiza uma comunicação eficaz, independentemente do canal utilizado. Após entender a importância da técnica e do seu treino é hora de aprender como colocá-la em prática.

 

Domine a linguagem corporal

Segundo estudo realizado em 1960 por Albert Mehrabian, professor da University of California, a comunicação humana segue em alguns contextos a Regra 7-38-55. Em suma, o estudo aborda o poder das palavras, do tom de voz e da linguagem corporal na comunicação humana.

Na teoria, Mehrabian afirma que a existência de uma inconsistência entre o verbal e o não verbal, tende a levar o ouvinte para uma maior absorção do não verbal, ou seja, da linguagem corporal. Apesar da regra não se aplicar a todas as situações do cotidiano, o Mito de Mehrabian é provado durante discursos políticos, como o de Barack Obama.

Isso ocorre por que ao observamos uma figura política, estaremos atentos tanto às palavras, quanto ao que é dito pelo corpo. Imagine um discurso virtual em que você é a figura política. Nesse discurso você não para de mexer as mãos e também não consegue olhar diretamente para a câmera, que nesse caso é o olho do seu espectador. O resultado disso pode ser um público desconfiado e desengajado com aquilo que está sendo apresentado. 

Ao mergulhar no universo da oratória para políticos, a frase “Os olhos são a janela da alma”, se torna praticamente um mandamento. Durante todos os momentos de comunicação com o seu público busque olhá-los diretamente nos olhos e de maneira distribuída, ou seja, não fixe apenas em uma pessoa, mas vá “caminhando” com o olhar de modo igualitário. 

Nos casos em que a comunicação for realizada por vídeos em um ambiente virtual, o seu público será um só: a câmera. Seja uma live para 1.000 pessoas ou uma vídeoconferência com uma única pessoa, você sempre terá a câmera como intermediária.

Seja virtual ou presencialmente, você nunca pode se esquecer dos cuidados com a oratória, que incluem desde o “olho no olho”, até uma postura ereta, com os ombros erguidos e pés firmes no chão.

Praticar é uma das melhores opções para a alta performance, e por isso preparamos o Guia prático: como perder o medo e falar bem em público.” para você.Guia prático com técnicas de um curso de oratória

Pratique o Estilo Conversante

Imagine o cenário em que você está se preparando para um discurso direto com seu público. Dentre os inúmeros aspectos a serem pontuados, existe a linguagem verbal. E é nesse momento que o estilo conversante entra em ação. 

Realizado para promover a sensação de comodidade em sua audiência, o estilo conversante consiste em adaptar sua linguagem de acordo com seus ouvintes. Imagine o exemplo em que seu público é composto por jovens millennials. A partir disso cabe a você estruturar as melhores estratégias de discurso a se utilizar, por exemplo: será uma linguagem mais prática e dinâmica? Serão utilizadas gírias? 

Mais simples do que parece, essa estratégia de comunicação consiste basicamente na adaptação da informalidade de acordo com o seu público, de maneira a construir uma relação de empatia, credibilidade e confiança.

Habitue-se com o Punch

Continuamente ao estilo conversante da oratória para políticos, existe a técnica do Punch. Para realizá-la é necessário que antes de mais nada haja ciência de que todas as etapas do discurso são importantes, mas que na introdução isso se torna ainda mais significante. Isso acontece porque é nela que sua plateia concentrará a informação, ou seja, decidirá se continua atento a você ou não.

O potencial método “Punch” foi enfatizando por Garr Reynolds em seu livro Presentation Zen. De acordo com ele, o Punch é capaz de dar um toque especial e pode ser desenvolvido de várias maneiras. Separamos algumas delas que podem ser aplicadas no treino de oratória para políticos

Pessoal

Ao iniciar seu discurso, busque aproximar seu público. Isso pode ser feito por meio da utilização com cautela de um exemplo familiar. Mesmo em momentos profissionais, uma boa história cativa o ouvinte e promove identificação. Lembre-se de que apenas um bom histórico não é suficiente: você se comunica para pessoas, e pessoas buscam por empatia. 

Inesperado

Você iria a uma apresentação que não lhe agregasse nenhum conteúdo? Esse, é exatamente o objetivo contrário do Punch Inesperado. Utilizar essa técnica é simples: basta inovar naquilo que se propõe apresentar. Em linhas gerais, fuja do que é previsível e surpreenda seus ouvintes e/ou espectadores com novas propostas, metodologias e ideias. Mas lembre-se: não viole códigos de ética e conduta, dizendo apenas aquilo que realmente será cumprido.

Novidade

Nessa modalidade o que vale é não haver monotonia. Inicie seus discursos com algo novo, seja uma frase, uma imagem, ou outro elemento que faça você ser o centro da atenção. Não se esqueça que o início é o momento de tomada de decisão para seu ouvinte ou espectador. Seja um profissional atento para apresentar ideias inovadoras, apontando as soluções, e não só os problemas. 

Desafio 

Durante seu discurso, mantenha-se atento para não apenas ficar transmitindo informações. Um bom profissional de cargo político instigará a curiosidade e animará o público.

Um bom Punch conquista e mantém seus ouvintes/espectadores atentos e receptivos à mensagem. Não hesite em usá-lo. 

Exercite o Storytelling

Ferramenta extremamente eficaz nas mais diversas áreas, o storytelling é capaz de gerar uma alta persuasão. Uma história bem contada é capaz de despertar gatilhos emocionais que ajudam na tomada de decisões, que por sua vez se resumem na conquista de votos

Como você começou a sua carreira? Quais são as suas origens? De qual cidade você veio? O que lhe impulsionou para seguir a vida política? Todas essas informações podem lhe ajudar no desenvolvimento do storytelling para sua campanha.

Independentemente da narrativa a ser contada, o objetivo continua sendo o mesmo: fazer com que o eleitor crie uma imagem positiva sobre você, sem que isso seja feito de maneira direta. 

Estabeleça Rapport

Estudado na Programação Neurolinguística (PNL), o Rapport é implantado nas mais diversas áreas. Na oratória para políticos isso não é diferente.

Conceituada como a técnica de criar uma ligação de empatia com outra pessoa, o Rapport constrói uma relação em que todas as opiniões são consideradas e respeitadas, de maneira a suspender todo e qualquer julgamento com relação ao outro. 

Responda às dúvidas e anseios que aparecerem, mantendo sempre um diálogo com seu público. Lembre-se de que até mesmo em situações de extrema tensão e nervosismo a relação humana se mantém, por isso, busque desenvolvê-la da melhor forma para ambas as partes envolvidas. Tenha sempre em mente que para qualquer indivíduo é mais fácil se identificar e confiar em algo, ou alguém, que reflete sua própria personalidade

Invista em um curso de oratória 

Ser um ocupante de cargo político ou se dispor a conquistar um, tem como premissa uma comunicação clara, realista e convincente, também chamada de oratória para políticos. Por isso, perceber a necessidade da realização de um curso é o primeiro passo. Apesar de ser muitas vezes confundida como um dom, a arte de falar em público é resultado de muita prática e dedicação. Após entendê-la, é hora de escolher um curso que melhor atenda às suas necessidades.

Assim como o restante do corpo, o cérebro também deve ser treinado. E é por isso que os cursos de oratória da Vox2you contam com uma metodologia prática e facilitadores de alto know-how. Além dos cursos presenciais, a rede ainda oferece uma modalidade de curso online na maior plataforma de curso online de oratória do mundo: a Vox2you ON

Para serem eleitos, os políticos dependem muito (mas muito mesmo!) da oratória. O raciocínio é simples. Na campanha eleitoral, o que os candidatos fazem é apresentar as ideias, mostrar seu diferencial e cativar o público. E, às vezes, são poucos os minutos que os candidatos têm para buscar esse convencimento, então é preciso saber bem o que se faz e fala para não perder tempo (nem votos)!

Entre em contato com a unidade mais próxima e descubra o curso de oratória perfeito para você.

Gostou desse conteúdo? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber nossos conteúdos em primeira mão.


Deixe um comentário