O que é o Clubhouse?

Nome que não sai da boca dos internautas nos últimos dias, o Clubhouse é um app para conversas ao vivo. Basicamente, o aplicativo tem como premissa tratar-se de um podcast colaborativo aberto e ao vivo. Entretanto, você só pode entrar no Clubhouse se for convidado e possuir um smartphone iOs.

Apesar das limitações, o aplicativo tornou-se uma febre no país. Segundo o Google, na última semana, de 30 de janeiro a 6 de fevereiro, o interesse por ele saltou seis vezes no Brasil em comparação com a semana anterior. O crescimento percentual foi de 525% nas buscas pelo termo no mesmo período.

No Twitter, foram cerca de 100 mil tuítes sobre o tema nas últimas 24 horas no Brasil.

Ainda segundo um levantamento realizada pela agência Conversion, o crescimento do Clubhouse ultrapassou o interesse dos usuários pelo Tiktok. 

Crescimento Clubhouse - 2021

 

Como entrar no Clubhouse? 

Se você tem um smartphone cujo sistema operacional é o iOS, mas ainda não tem um convite, não se desespere. Para conseguir um convite não é estritamente necessário ter um amigo na plataforma, basta baixar o aplicativo e entrar em uma lista de espera.

Caso você não tenha nem o recurso físico, nem o convite, também não se desespere. O app já possui uma versão para Android em desenvolvimento, segundo seus criadores. Contudo, ainda não há previsão de lançamento.

Como o Clubhouse funciona? 

Pois bem, chegou a hora de entendermos como o queridinho do momento funciona.

Ao logar no aplicativo, o usuário marca uma lista de interesses temáticos, por exemplo, bem-estar, identidade, atualidades, artes, conhecimentos, esportes, idiomas, tecnologia, entre outras classificações e subdivisões. Tais escolhas ajudarão o algoritmo a entregar uma página inicial mais conectada e compatível com seus gostos. A partir desse reconhecimento primário, o app mostra várias opções de salas de bate-papo, onde estão acontecendo ao vivo e geralmente com vários participantes.

A premissa de ser um aplicativo totalmente destinado à comunicação oral é cumprida mais uma vez ao observar que o aplicativo não disponibiliza nenhuma imagem, caixa de comentário ou espaço para reações, como, curtidas.

Como participar de uma sala?

Depois de entender o funcionamento prévio do Clubhouse, é chegada a hora de compreender mais sobre as salas.

Elas são divididas entre moderadores/ speakers (quem está falando) e ouvintes. Todavia, mesmo se o indivíduo estiver em uma sala repleta de famosos, é possível apertar um botão para “levantar a mão” e pedir a palavra sobre o assunto. Para falar basta que os moderadores aceitem a solicitação feita.

Outra particularidade das salas no Clubhouse é que cada uma delas pode chegar a ter cinco mil participantes simultâneos. Para complementar a novidade, o aplicativo não permite gravações: ou você ouve a conversa no momento em que ela está acontecendo, ou você perde.

Mais do que uma tendência do mundo digital, o Clubhouse é um alerta iminente para a necessidade do desenvolvimento da comunicação, afinal, tudo por lá é feito por meio da voz.

3 coisas para não fazer no Clubhouse

Não tente gravar conversas

Como dissemos há pouco, as conversas nas salas do Clubhouse não ficam gravadas e caso você apenas tente guardá-las gravando a tela, uma mensagem do aplicativo aparecerá no seu celular dizendo que isso fere os princípios da plataforma e que você pode ser excluído da mesma caso continue gravando. 

Cuidado com quem você vai convidar

Entrar no Clubhouse por meio do convite de outro usuário tem seu lado bom e ruim. Um dos pontos positivos é que seu nome ficará para sempre fixado no perfil da pessoa que você convidou. Mas o lado ruim disso é que se essa pessoa fizer algo que viole as regras do aplicativo, você também pode ser punido.

Cuidado com “gafes” ao entrar numa sala

Quando você acessa uma sala em que você não é apenas espectador, lembre-se que seu microfone já entra aberto. Então, cuidado com o que fala enquanto estiver entrando na sala para evitar gafes parecidas com as vistas nos momentos de home office. 

4 lições para aprender com o Clubhouse

Constante prática de Networking

Fundamentado a partir da formação de uma rede de contatos, o networking é uma habilidade que permite desde a obtenção de novos conhecimentos e experiências até o destaque em relação à concorrência. Seja virtual ou presencialmente, a construção dessa rede de contatos é um importante fator para o desenvolvimento humano. E no Clubhouse essa rede pode expandir-se para cantos inimagináveis. 

Necessidade de comunicar-se bem oralmente

A regra é clara: no Clubhouse, ou você fala, ou você escuta. Assim como em apresentações em público, conversas com pessoas importantes e entrevistas de emprego, as conversas do Clubhouse evidenciam a necessidade de uma boa comunicação oral, principalmente o domínio de técnicas para dicção. 

Somada à dicção, a modulação de voz é mais uma das aliadas na produção de conteúdos em áudio. Isso acontece pois é com ela que o comunicador consegue alcançar diferentes objetivos, por exemplo, vender seus produtos/ideias/serviços.

Há uma busca de conhecimento 24h por dia

É cada vez maior o consumo de conteúdos digitais, principalmente os conteúdos em áudio. Tal cenário é consequência do ritmo acelerado de vida e também das rotinas repletas de tarefas que podem ser realizadas simultaneamente, por exemplo, você pode treinar enquanto escuta um podcast de notícias. Todas as áreas de atuação tem seu espaço e chances de fazer com que seu público fique imerso no que é apresentado.

Uma pesquisa realizada pelo Podcast Stats Soundbites comprova esse crescimento no Brasil. Em 2009, o número de downloads de podcasts não chegava ao top 10 do ranking. Já em 2019, o país fica apenas atrás dos EUA, com mais de 100 milhões de reproduções! Se com podcasts “estáticos” o consumo já é assim, imagina em um app em que há a chance de falar com pessoas de todas as partes do mundo.

Urgência no domínio das técnicas de oratória

Muito se pensa que as técnicas de oratória devem ser dominadas apenas por grandes palestrantes ou pessoas tímidas e retraídas. Tal equívoco pode ser explicado em apenas uma frase: falta de conhecimento sobre o que é e para que serve um curso de oratória. 

Tenha sempre a percepção que sua contribuição está sendo informativa e necessária. Além disso, não informe de maneira insuficiente e nem exagerada demais. Lembre -se que em um bom processo de comunicação não há espaço para informações incorretas ou invalidadas. Recuse-se a falar sobre algo que você tem motivos para acreditar ser falso, visto que, falar sobre algo que você não acredita, acaba prejudicando também a sua credibilidade como profissional.

4 dicas para ter um bom posicionamento no Clubhouse

Assim como outras práticas, falar bem é uma habilidade que pode e deve ser sempre exercitada, independente do segmento de atuação. A arte de falar bem em público continua, o que muda é o meio no qual seu público se encontra. Confira abaixo 4 dicas para ter uma boa performance na nova rede: 

Já pensou em ouvir as dicas e ideias de pessoas como Elon Musk, Mark Zuckerberg, Oprah Winfrey, Ashton Kutcher, Jared Leto e Boninho? Essa é a experiência proporcionada pelo Clubhouse. A explosão do app vem acompanhada de muuuuuuitos insigths, independentemente da área que você tenha interesse. Mas, assim como qualquer novidade, ainda há muito o que se esperar.

“Fazendo uma análise das redes que já estão na nossa rotina, o Orkut tinha a comunidade, o Facebook trouxe o compartilhamento de ideias por texto, o Instagram é imagem, o Twitter é a sintetização da opinião, o LinkedIn é uma rede de trabalho e agora o Clubhouse traz a voz. Para o momento do áudio digital no mundo, faz todo sentido. Vale lembrar que foi a mídia que mais cresceu no Brasil em 2020. Ele funciona como uma segunda tela, sem necessariamente ter a dependência de uma tela!”

– Rodrigo Tigre – Country manager da Audio.ad

 

Gostou desse conteúdo? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber nossos conteúdos em primeira mão.

 Newsletter Vox2you


Deixe um comentário